Hoje, segundo pesquisa do SEBRAE, aproximadamente 99% das empresas brasileiras são empreendedores individuais, micro e pequenas empresas, estas empresas movimentam 25% do PIB (produto interno bruto, tudo que se produz no Brasil), fazem 1% das exportações e representam 40% da massa salarial do País e de cada 100 abertas 76 superam a barreira de dois anos de vida.

Por esse perfil dá para perceber que esse seguimento de empresas merece ter sua importância reconhecida, porém o que vemos é muito discurso para pouco efeito prático. A cada eleição, além de prometer fazer tudo pela saúde, segurança e educação, serão estas empresas as mais beneficiadas… Porém essas empresas são como as pessoas que saíram as ruas nas manifestações deste ano, são em grande quantidade mas sem a devida representatividade.

Tanto estas empresas quanto a maior parte daquelas pessoas foram as ruas este ano ainda não conseguiram se fazer representar no meio político. Alguns anos atrás a Microsoft, após condenada por monopólio, declarou que não participar da politica, não cuidar de seu looby, foi um de seus maiores erros, e acredito ser esse o erro de todo este pessoal também.

Hoje vivemos uma realidade onde as constantes mudanças na legislação e nas regras que seguimos, absorvem demais do nosso tempo, estamos sempre correndo, sem tempo para nada. Só escuto que ninguém tem tempo (parece que o discurso mais socialmente aceito e elegante na atualidade) mas não vejo muita gente reservando tempo para se preparar para mudar essa situação. Técnicas como a tríade do tempo, GTD, ZTD, Scrum, Mind maps, meditação, e milhares de cursos gratuitos ou pagos estão a um click que ninguém dá.

É tão fácil hoje aprender e se informar, mas falta foco e direcionamento para isso. Soterrados por conversas, noticias e informações que não levam a lugar nenhum, andamos em círculos. Abrimos mão de cobrar nossos direitos para vivermos sob a eterna cobrança e culpa pela falta de um tempo que não temos por fazer as escolhas erradas. Se vier a pergunta: mas o que você esta fazendo para mudar isso? Ela ecoa sem resposta, ou ao menos, uma resposta consistente, e se deixa esquecer em meio ao comodismo enquanto o tempo continua passando.

Se você têm uma empresa ou é um empreendedor: Você conhece e frequenta sua associação e/ou seu sindicato? Sabe o que eles podem oferecer para facilitar sua vida? O que você esta aprendendo para ser melhor? Politicamente você exerce de alguma forma sua cidadania, ou só reclama para o amigo e dá curtir nas reclamações que vê no facebook ? Você pode fazer mais que isso e melhor, depende de você… e agora, o que você vai fazer? Vai se esforçar e fazer sua parte para ter uma vida melhor, num mundo melhor que você ajudou a construir, ou aguardar o próximo salvador da Pátria?